Classic's playlist

3 de mar de 2016

E se a felicidade já está nas suas mãos e você não vê...





Ai gente, tem tanta coisa guardada no nosso inconsciente e consciente, ás vezes são coisas que estão há tantos anos nos fazendo mal e de repente, elas começam a borbulhar, explodir e a gente se sente como se estivesse ficando louca, bugando LITERALMENTE! E é nessas horas que descobrimos o quanto somos frágeis e isso nos assusta, cadê as amigas, amigos, pra nos emprestar os ombros para chorarmos heim?! É necessário desabafar não é mesmo?
Quantas pessoas vocês conhecem que não tem nenhum problema?
Raras?
E quantas vocês conhecem que resolveram seus problemas antigos e hoje lidam bem com as emoções?
Raras também?
Você é uma delas que não consegue solucionar seus problemas internos, emotivos?
Quais os seus problemas? Medo? Baixa auto-estima? Falta de confiança? Cansada(o) de ser passada(o) pra trás? Depressão? Falta de ânimo? Medo, medo, medo e medo?
Sabem que uma das coisas que estou aprendendo, dentre tantas, é que eu (nós ) estou ( estamos ) aqui nesse planeta para me (nos) fazer feliz, já repararam que quando estamos felizes somos muito mais abertos, lidamos com os problemas de uma maneira muito mais positiva? Consequentemente por conseguirmos identificar que somos muito mais maleáveis, abertos e positivos quando estamos felizes, passamos a correr atrás da felicidade como se ela estivesse correndo da gente, e começamos a desejar e planejar o que nos faria felizes, começamos uma corrida louca atrás disso e também começamos a achar que a felicidade está nas coisas, nos outros, nas conquistas e que por que conquistamos algo, é que ficamos felizes, repare no que estou querendo dizer, estou falando que a felicidade que você procura, começa a ser moldada por você e VOCÊ começa a impor motivos para ser feliz, só sou feliz SE, só vou ser feliz SE, só estou feliz SE, começamos a nos tornar exigentes conosco mesmos e com o mundo ao nosso redor, os outros e as coisas são os motivos da nossa felicidade, sem ele(a), sem aquilo que quero tanto, não poderei ser feliz e aos poucos e sem perceber, vamos esquecendo que na verdade a felicidade que tanto buscamos nunca dependeu de ninguém que não de mim mesma(o)!
Quando eu comecei a impor motivos para ser feliz, comecei a limitar e afunilar minha própria condição de ser feliz. Mas eu me esqueci que lá atrás quando eu era criança e não impunha esse tipo de condição, eu era imensamente feliz com pouquíssima "coisa".
Estar com os pés no chão me fazia feliz, hoje preciso e tenho que ser feliz quando estou em cima de um salto.
Brincar de guerrinha de água me deixava feliz, hoje, preciso e tenho que me manter seca e se eu me molhar vou ter que ir trocar de roupa na mesma hora.
Quando era criança vivia sem me preocupar com o que os outros pensavam de mim, hoje preciso e tenho que manter uma boa aparência perante a sociedade.
Lembro algumas vezes quando era criança, que fiquei um dia inteiro sem fazer nada, só olhando para o céu e vendo com que animais as nuvens se pareciam, hoje, preciso e tenho que ocupar meu tempo com trabalho, cursos, responsabilidades, se não, que adulto seria eu se passar alguns dias só olhando para as nuvens? Um absurdo quem faz isso.
Uma vez me apaixonei por um menino da minha sala, olhei pra ele e ele sorriu pra mim, fiquei tão feliz !!! Hoje, preciso e tenho que arrumar alguém que não só sorria, mas que me namore, me ame, me respeite, case-se comigo, afinal, não quero morrer solteira(o).
Olha quantos poréns e condições nós colocamos para sermos felizes. Olha só como a gente cobra dos outros e de si mesmos, observe como vamos afunilando nossa condição e nos enchendo de cobranças pormenores para podermos encontrar a tal felicidade, chega uma hora que tanta cobrança e tantos poréns, explodem em forma de bugue, nós bugamos, entupi-nos e o corpo e o psicológico de tão cobrados começam a dar sinais, começam a demonstrar que não estamos bem e as doenças começam a aparecer, tanto as físicas quanto as psicológicas e qual o sentido desse texto?
É mostrar pra você que não é preciso voltar a ser criança para ser feliz, é preciso se conscientizar de que você tem TUDO nas mãos para apreciar que mesmo passando por momentos ruins, você tem todas as ferramentas para ser feliz com o que você já tem, se o momento ou a fase é difícil, algo você está aprendendo com ela.
Também quero te alertar que os desejos opostos de felicidade é a baixa auto-estima, a posse, a reclamação, a negatividade, a submissão e principalmente o MEDO. Pois o medo é o pai de tudo isso que eu disse, sem ele, nenhum desses sentimentos são cultivados.
Baixa auto-estima por exemplo, é medo de não ser aceita como é.
A posse é medo de perder o controle e ser trocado(a), então, se eu estou no poder, posso gerenciar tudo como penso ser o certo.
A reclamação é o medo de mudanças. [ reclamar é muito mais fácil do que mudar ].
Ser negativo é o medo de encarar as verdades, tudo pode dar certo como pode dar errado e independente do resultado, o importante é tentar, se testar.
A submissão é o medo de falhar, é acreditar mais no outro do que em si mesmo(a). Porque confiar em mim se ele(a) está dando a cara a tapa por mim? Pra que me levantar e andar, se alguém está fazendo isso por mim?
Será que está faltando em você reconhecer que talvez você se cobre muito? Você já disse "EU TE AMO" pra você hoje? Ou pra alguém? Tente dizer pra você primeiro e depois para as pessoas ao seu redor, mas diga com respeito e afeição, ame-se como você é e não como a sociedade diz que você tem que ser, quem sabe a felicidade comece a brotar hoje aí dentro né.
Nós é que decidimos o que e como seremos felizes, a felicidade não é eterna mas para algumas pessoas ela não só não é eterna, como é inexistente, se fecharam e se cobraram de uma tal forma que a vida delas é uma sofreguidão sem fim, um martírio, mas não percebem que talvez essa felicidade esteja nos momentos mais simples, nas coisas mais "insignificantes" e pra finalizar, não percebem o que disse Gandhi, que "NÃO HÁ CAMINHO PARA FELICIDADE, POIS A FELICIDADE É O CAMINHO." 
Pra finalizar, um pequeno texto budista e um vídeo de 1 min 50 seg pra você refletir =)


Buda e a Flor de Lotus
Buda reuniu seus discípulos, e mostrou uma flor de lótus - símbolo da pureza, porque cresce imaculada em águas pantanosas.- Quero que me digam algo sobre isto que tenho nas mãos - perguntou Buda.O primeiro fez um verdadeiro tratado sobre a importância das flores.O segundo compôs uma linda poesia sobre suas pétalas.O terceiro inventou uma parábola usando a flor como exemplo.
Chegou a vez de Mahakashyao.
Este aproximou-se de Buda, cheirou a flor, e acariciou seu rosto com uma das pétalas.- É uma flor de lótus - disse Mahakashyao. Simples e bela.
- Você foi o único que viu o que eu tinha nas mãos - disse Buda

2 comentários:

Related Posts Plugin for, Blogger...